11 sites e apps para conversar com desconhecidos online agora


Taysa Coelho
Taysa Coelho
Jornalista

Conversar com desconhecidos online, seja por apps ou sites, pode ser uma boa maneira de passar o tempo e se relacionar com gente nova. Se procura por um amor, novas amizades ou até mesmo praticar um idioma, essas salas de chat podem ser boas opções.

O AppGeek reuniu os melhores sites e apps de bate-papo online com desconhecidos.

Atenção: não forneça a estranhos informações pessoais, como nome completo, endereço, dados bancários, entre outros. Para a sua segurança, fique atento ao conteúdo compartilhado nessas conversas.

Buzzr

Buzzr

O Buzzr é uma plataforma criada para conversar de forma anônima e sem cadastro com pessoas aleatórias. Basta apertar Iniciar e acessar o chat. Não há nenhum outro recurso além da troca de mensagens de texto. O que pode ser uma boa notícia para quem não gosta de se expor demais.

Se a conversa não render, é só sair no botão Desligar. Caso o papo flua bem e queira ampliar o contato com a outra pessoa, a solução é adicioná-la em outro app, como o Facebook, Instagram, WhatsApp ou o que mais gostar.

  • Buzzr (grátis com compras dentro do app, em português): Android | Web

Omegle

Reprodução do bate-papo do Omegle

O Omegle é um dos sites de bate-papo com desconhecidos mais usados da atualidade. É possível falar por vídeo ou texto com pessoas aleatórias, sem ter que fazer cadastro. Os administradores afirmam que o chat é moderado, mas cada usuário é responsável por seu comportamento na plataforma.

O idioma em que deseja conversar pode ser selecionado no canto superior direito da tela. Se por acaso o papo não fluir ou não se sentir confortável com alguma situação, é só apertar o botão Pare. Automaticamente, será direcionado para outra conversa.

  • Omegle (grátis): Web

Ablo

Ablo

O Ablo tem como proposta permitir que pessoas de todo o mundo conversem, sem a barreira da língua. O app traduz em tempo real o bate-papo por texto e vídeo. Assim, é possível se comunicar em qualquer idioma.

A ferramenta permite escolher se quer falar com alguém de qualquer lugar do globo ou de um continente específico (no plano pago). Então, é só aguardar o seu aviãozinho pousar e aterrissar no destino seguinte na tela.

Além da tradução simultânea, o chat é compatível com imagens da câmera ou da galeria, GIFs e emojis e ainda conta com um jogo quebra-gelo.

  • Ablo (grátis com compras dentro do app, em português): Android | iOS

AntiLand

AntiLand

O AntiLand é um aplicativo para conversar com pessoas anonimamente, porém requer cadastro. A ideia é ser mais que uma ferramenta de paquera, mas, também, um ambiente seguro para desabafar, dividir sentimentos e conversar sem julgamentos.

A plataforma permite escolher com quem falar conforme o idioma (são 32 disponíveis) e gênero. Depois, é só entrar em uma das várias salas. Além de texto, há a opção de compartilhar imagens da galeria e feitas na hora, usar emojis do teclado e adesivos do próprio app.

Segundo os desenvolvedores, os conteúdos impróprios são prontamente censurados, tornando o serviço um dos mais seguros existentes. Além disso, as mensagens são criptografadas e autodestruídas, de acordo com a exigência dos usuários.

  • AntiLand (grátis com compras dentro do app, em português): Android | iOS | Web

Holla

O Holla funciona como uma espécie de combinação entre o Tinder e o Chatroulette. O usuário pode selecionar os perfis que interessam e, caso haja um match, os dois começam a conversar por vídeo na mesma hora.

O app é bastante dinâmico: após criar a conta rapidamente, o usuário já visualizará a câmera de outras pessoas para interagir. Não procurar um amor? O chat também é usado por quem quer apenas ter uma conversa divertida para passar o tempo.

Há a opção de filtrar pessoas por perfil ou pela proximidade. Para os mais tímidos, o Holla também oferece bate-papos por áudio.

  • Holla (grátis com compras dentro do app, em português): Android | Web

MICO

MICO

O MICO reúne diversas ferramentas para falar com desconhecidos em um só aplicativo. É possível acompanhar câmeras ao vivo de outros usuários ou buscar por pessoas próximas à sua localização e começar uma conversa.

Se preferir, pode dar uma volta virtual ao mundo e encontrar um parceiro por cidade ou país, escolhendo o local ou de modo aleatório. Há ainda a opção de interagir em salas de bate-papo com vários participantes por vídeo, voz ou texto.

É possível também buscar por alguém que tenha algo em comum, recorrendo à funcionalidade de paquera e amizade. Assim como outras do gênero, permite analisar os perfis, arrastar para direita ou esquerda e conversar apenas com quem der match.

  • MICO (grátis com compras dentro do app. Em português, mas há muitos usuários estrangeiros): Android | iOS

Slowly

Slowly

O Slowly, como o próprio nome sugere, tem uma proposta menos imediatista do que os demais apps do gênero. O serviço busca resgatar a experiência de fazer amizades ao trocar cartões postais com desconhecidos, como ocorria em um passado não tão distante.

Antes de encontrar alguém para se corresponder, é necessário definir assuntos que sejam de seu interesse e, depois, informar os idiomas que fala. Não é preciso se identificar, apenas criar um apelido e um avatar.

É possível escolher pessoas para mandar a mensagem ou deixar que o Slowly selecione. Então, é só redigir o texto, selecionar um selo e enviar o postal. A carta leva o tempo que demoraria para chegar ao receptor caso fosse uma correspondência real. Ou seja, quanto mais longe, maior a espera.

  • Slowly (grátis com compras dentro do app. Em inglês, mas permite se comunicar em português): Android | iOS

Camgo

Reprodução do site de bate-papo com desconhecidos Camgo

Com uma proposta semelhante à do Omegle, o Camgo tem uma interface mais moderna e amigável. O serviço permite escolher entre bate-papo por texto ou vídeo. Se quiser falar com outra pessoa, é só clicar em Próximo.

Além de identificar o seu gênero, antes de começar a conversar, pode optar pela busca segura. O recurso usa inteligência artificial para filtrar e remover conteúdos explícitos.

  • Camgo (grátis): Web

Litmatch

Imagem de divulgação do app Litmatch

O Litmatch permite conversar com pessoas desconhecidas de várias formas, sem precisar usar seu nome real ou foto. Todos os usuários têm como imagem de perfil avatares de monstros fofinhos.

Na seção Jogo da Alma, você entra em um chat com alguém aleatório, que dura apenas 180 segundos. Já no Jogo da Voz, fala, durante 7 minutos, com uma pessoa estranha.

Nos dois casos,se gostarem um do outro, podem se adicionar. Se o interesse for mútuo, conseguirão conversar de forma privada. É possível ainda participar de grupos temáticos e falar por voz e mensagens de texto com os outros participantes.

  • Litmatch (grátis, mas oferece compras no app): Android | iOS

Y99

y99

O Y99 é uma boa opção para quem quer bater papo com estrangeiros e praticar inglês. A plataforma oferece diversas salas temáticas. Mas, se não encontrar uma que o agrade, pode abrir sua própria sala e esperar outras pessoas entrarem.

As conversas privadas podem ser a dois ou, se quiser, unir mais participantes ao papo. Nessa modalidade, é possível fazer chamadas de voz, enviar fotos e emojis.

Teve uma conexão bacana com alguém? A adicione à sua lista de amigos para conversarem outras vezes.

Conversa Livre

Site de bate-papo com desconhecidos Conversa Livre

O Conversa Livre permite escolher se quer conversar anonimamente apenas com homens, mulheres ou com os dois. Não é preciso se cadastrar. O visual da sala de bate-papo lembra o do app WhatsApp e é possível enviar mensagens de texto e áudio, além de compartilhar fotos.

Se não gostar do assunto, basta ir em Trocar e esperar que o serviço encontre outra pessoa. O único problema pode ser a quantidade de usuários online. Dependendo do momento, pode não haver muitas pessoas com quem conversar.

  • Conversa Livre (grátis, em português): Web

AppGeek recomenda:

Taysa Coelho
Taysa Coelho
Movida pela curiosidade, adora conhecer coisas novas e acredita que, por isso, se tornou jornalista. No tempo livre, gosta de ir à praia, ler, ver filmes e fazer maratonas de séries.